ESPLANAR

JOÃO PEDRO GEORGE
esplanar@hotmail.com

quinta-feira, fevereiro 09, 2006

 

O Correio da Lena

João Pedro:

Agora desculpe-me, mas também me chega a mostarda ao nariz, e agita-se-me na artéria o sangue viking. Eu compreendo alguma irritação inicial, uns impropérios, enfim. Mas isto de andarem a incendiar embaixadas nórdicas já me toca de perto. Cartoons a gozar com isto e aquilo? Pão nosso de cada dia. Uns têm mais piada, outros menos. Mas paus e pedras, tiros, bidões de gasolina? Barbudos em grande plano nas televisões, a mandarem-nos todos para o caralho lá na língua deles? Alto e pára o baile. Porque estamos afinal a falar dos puros que tapam a tromba às mulheres deles para beliscarem loiras europeias entre tapetes das ruelas do Magrebe. Angustiada com tamanho desacato, lá fui espreitar as caricaturas feitas pelos meus conterrâneos. Meu Deus. Umas coisinhas pífias, quase todas sem graça, excepção honrosa àquela em que o Profeta quer impedir mais suicidas à bomba porque tem o stock de virgens em baixo. Ou seja, se quer saber o que acho: se ia haver este chinfrim todo, mais valia terem feito cartoons a sério, tipo o Profeta que não consegue levantar o pau e as virgens todas a rir. Ou o Profeta dengoso, a fazer olhinhos ao eunuco: larilas e burro. Ou o Barbudo a rapar os pintelhos com adaga de ouro, com pequenada a assistir. O que é que podia acontecer? Desatarem a matar católicos ou a incendiar bandeiras, ou a ameaçarem-nos ainda, e ainda, e ainda, que vamos todos pelos ares? Não, desculpem lá, eu até tenho sido tolerante, como boa filha de Trondheim. Quando se babam e me tentam comprar por 200 camelos, regra geral, deixo-os ao menos apalparem-me a bilha, assim para não haver rancores. Mais: até me identifico muito com eles. É raro o dia em que não me vejo de joelhos no chão ou cu para o ar, à espera que me elevem ao cosmos. Andamos afinal todos ao mesmo.


Sua (hoje nervosa, desculpe)
Lena



<< Home


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Arquivo

Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004   Novembro 2004   Dezembro 2004   Janeiro 2005   Fevereiro 2005   Março 2005   Abril 2005   Maio 2005   Setembro 2005   Outubro 2005   Novembro 2005   Dezembro 2005   Janeiro 2006   Fevereiro 2006   Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Junho 2006   Julho 2006   Agosto 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Dezembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Março 2007  

Outros Blogues

Abrupto
Alice Geirinhas
Álvaro Cunhal (Biografia)
AspirinaB
Babugem
Blasfémia (A)
Bombyx-Mori
Casmurro
Os Canhões de Navarone
Diogo Freitas da Costa
Da Literatura
Espectro (O)
Espuma dos Dias (A)
Estado Civil
Fuga para a Vitória
Garedelest
Homem-a-Dias
Estudos Sobre o Comunismo
Glória Fácil...
Memória Inventada (A)
Meu Inferno Privado
Morel, A Invenção de
Não Sei Brincar
Origem das Espécies
Portugal dos Pequeninos
Periférica
Prazeres Minúsculos
Quarta República
Rui Tavares
Saudades de Antero
Vidro Duplo











Powered by Blogger

This page is powered by Blogger. Isn't yours?