ESPLANAR

JOÃO PEDRO GEORGE
esplanar@hotmail.com

quinta-feira, abril 07, 2005

 

A Mafia Senta-se À Mesa III

Quando Benito Mussolini decidiu visitar a povoação de Piana dei Greci (mais tarde conhecida como Piana degli Albanesi) no ano de 1924, os tempos eram outros mas a cozinha e a adega sicilianas continuavam a cuidar honestamente do estômago dos maffiosi. A uma hora de carro de Palermo, Piana era o feudo de Don Cuccio Cuscia, autarca e chefe incontestado da Mafia local. Segundo Jacques Kermoal, era o “arquétipo da povoação siciliana, com as suas casas baixas e ocres, as suas portadas de cor, o seu folclore particular e mesmo o seu culto católico-ortodoxo”.
Quando o Bugatti branco do Duce assomou às portas de Piana estava-se então no início do mês de Maio. Don Cuccio recebeu-o com uma camisa negra fascista sobre a qual reluzia a cruz de cavaleiro da Coroa de Itália, condecoração atribuída por Vittorio Emanuelle III. Depois dos discursos, durante os quais se fez a saudação romana, os convidados dirigiram-se para as mesas ao som dos vivas da população: “Viva il Duce, viva Don Cuccia!”
Logo que o bispo católico-ortodoxo da minoria albanesa da Sicília benzeu a refeição, começaram a desfilar pernis de mula, chouriços de burro, enrolados de carne com folhas de louro e guisados de carneiro. Os homens de Cuccio Cuscia comiam como autênticos bárbaros, levando à boca pedaços gigantescos de carne e bebendo de um trago os copos do tinto áspero e xaroposo da região.
Mussolini, que estimava as boas maneiras e era homem de boa mesa, sossegou a cólera com a chegada da sobremesa: fruta fresca, ovos em neve e cuccia, um doce de herança árabe que leva trigo, queijo ricotta fresco e mel. Mas por pouco tempo. Logo que regressou a Roma, Mussolini mandou prender Cuccio Cuscia. Começava a perseguição do fascismo à Mafia, que viu muitos dos seus chefes encarcerados na “Villa Mori”, o outro nome que os Palermitanos davam à prisão do Ucciardone. Vinte anos mais tarde, a onorata società vingava-se, apadrinhando o desembarque americano na Sicília.
João Pedro



<< Home


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Arquivo

Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004   Novembro 2004   Dezembro 2004   Janeiro 2005   Fevereiro 2005   Março 2005   Abril 2005   Maio 2005   Setembro 2005   Outubro 2005   Novembro 2005   Dezembro 2005   Janeiro 2006   Fevereiro 2006   Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Junho 2006   Julho 2006   Agosto 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Dezembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Março 2007  

Outros Blogues

Abrupto
Alice Geirinhas
Álvaro Cunhal (Biografia)
AspirinaB
Babugem
Blasfémia (A)
Bombyx-Mori
Casmurro
Os Canhões de Navarone
Diogo Freitas da Costa
Da Literatura
Espectro (O)
Espuma dos Dias (A)
Estado Civil
Fuga para a Vitória
Garedelest
Homem-a-Dias
Estudos Sobre o Comunismo
Glória Fácil...
Memória Inventada (A)
Meu Inferno Privado
Morel, A Invenção de
Não Sei Brincar
Origem das Espécies
Portugal dos Pequeninos
Periférica
Prazeres Minúsculos
Quarta República
Rui Tavares
Saudades de Antero
Vidro Duplo











Powered by Blogger

This page is powered by Blogger. Isn't yours?