ESPLANAR

JOÃO PEDRO GEORGE
esplanar@hotmail.com

quarta-feira, março 02, 2005

 

Nota introdutoria

Papá, Mamã, cheguei lá. Ainda não tenho casa; ainda estou a tratar de arranjar um carro; duvido, sinceramente, que tenha alguma coisa física em meu nome – essa marca definitiva de realização do indivíduo moderno –, mas já tenho a crónica. Esta coluna de papel, estes centímetros quadrados de página, são meus. O terreno para a construção futura, numa espécie de bairro de amigos, em que toda a vizinhança é conhecida e não se importará que eu faça barulho às 4 da manhã e há-de trocar, entre si, pacotes de opiniões, meio quilito de conselhos e uma ou outra colher de discussão.
Nuno, Rui, Filipe, João Pedro, caros camaradas de blogue: sim, também eu estou preocupado. Que terei ainda para dizer ao fim do dia, depois de ter escrito aqui? Como poderia um realista sensitivo como este vosso amigo não se deixar seduzir mais pela tangibilidade do papel do que pela virtualidade da blogosfera? Mas veremos isso com calma. Afinal, ainda agora começámos…
Quanto a si, caro leitor, o parágrafo final deste primeiro dia. A crónica deve o seu nome a Kronos, o deus do Tempo – não como Saturno, representante do tempo que mata, mas daquele que eterniza. Por isso, nesta morada de letras, far-se-á justiça ao conceito original. Falaremos sobre o tempo e o candidato ao eterno, tentando, por exemplo, não nos distrair demasiado com jogos políticos que não ficarão para a História ou figuras que serão varridas da nossa memória antes que acabemos de soletrar os seus nomes.
Sim, acredite-se ou não, há vida para além de Santana e Sócrates. Vida inteligente.
AB



<< Home


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Arquivo

Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004   Novembro 2004   Dezembro 2004   Janeiro 2005   Fevereiro 2005   Março 2005   Abril 2005   Maio 2005   Setembro 2005   Outubro 2005   Novembro 2005   Dezembro 2005   Janeiro 2006   Fevereiro 2006   Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Junho 2006   Julho 2006   Agosto 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Dezembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Março 2007  

Outros Blogues

Abrupto
Alice Geirinhas
Álvaro Cunhal (Biografia)
AspirinaB
Babugem
Blasfémia (A)
Bombyx-Mori
Casmurro
Os Canhões de Navarone
Diogo Freitas da Costa
Da Literatura
Espectro (O)
Espuma dos Dias (A)
Estado Civil
Fuga para a Vitória
Garedelest
Homem-a-Dias
Estudos Sobre o Comunismo
Glória Fácil...
Memória Inventada (A)
Meu Inferno Privado
Morel, A Invenção de
Não Sei Brincar
Origem das Espécies
Portugal dos Pequeninos
Periférica
Prazeres Minúsculos
Quarta República
Rui Tavares
Saudades de Antero
Vidro Duplo











Powered by Blogger

This page is powered by Blogger. Isn't yours?