ESPLANAR

JOÃO PEDRO GEORGE
esplanar@hotmail.com

quarta-feira, março 02, 2005

 

A amizade Portugal-China

Quando Jorge Sampaio entendeu que Santana Lopes deveria ocupar o lugar deixado vago por Barroso, sem necessidade de recorrer a eleições, compreendi-o. Quando achou por bem dissolver o Parlamento, depois de todas as convulsões do Governo, compreendi-o. Sempre que se colocou para além da esquerda e da direita, apelou à Constituição, deixou claro que as últimas decisões cabiam ao Presidente da República, em consciência, de modo solitário, também o compreendi.
Mas, quando o rigoroso Sampaio entendeu não esclarecer os motivos por detrás da dissolução, comecei a pensar que seria ingénuo. Quando sugeriu uma alteração constitucional que facilitasse a obtenção de governos de maioria absoluta, achei que estava a dar um tiro no pé. E, agora, vem dizer que compreende que a China demore em respeitar a democracia, o Estado de direito, os direitos humanos e que temos de ter paciência e que estas coisas levam tempo. Chega.
Acontece que a China é, provavelmente, o pior país do mundo. O país de Tiannanmen; o país onde, para construir a monumental barragem de Yangtze, se desalojou, tranquilamente, mais de um milhão de camponeses; o país onde se matam meninas para que a população não cresça ainda mais; o país que não se envergonha de Mao, da sua revolução cultural, de 15 milhões de agricultores mortos à fome, das meninas que, aos 13 anos, eram levadas aos braços do amado líder para a primeira relação sexual e o apuramento da raça.
Anos atrás, João Soares recebia Jiang Zemin em Lisboa e entregava-lhe as chaves da cidade. Agora, é Sampaio quem, ao lado de Hu Jintao, pede compreensão para os pobrezinhos que se vão transformar na próxima grande potência mundial à custa do desrespeito dos direitos humanos.
Santa paciência.
AB



<< Home


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Arquivo

Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004   Novembro 2004   Dezembro 2004   Janeiro 2005   Fevereiro 2005   Março 2005   Abril 2005   Maio 2005   Setembro 2005   Outubro 2005   Novembro 2005   Dezembro 2005   Janeiro 2006   Fevereiro 2006   Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Junho 2006   Julho 2006   Agosto 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Dezembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Março 2007  

Outros Blogues

Abrupto
Alice Geirinhas
Álvaro Cunhal (Biografia)
AspirinaB
Babugem
Blasfémia (A)
Bombyx-Mori
Casmurro
Os Canhões de Navarone
Diogo Freitas da Costa
Da Literatura
Espectro (O)
Espuma dos Dias (A)
Estado Civil
Fuga para a Vitória
Garedelest
Homem-a-Dias
Estudos Sobre o Comunismo
Glória Fácil...
Memória Inventada (A)
Meu Inferno Privado
Morel, A Invenção de
Não Sei Brincar
Origem das Espécies
Portugal dos Pequeninos
Periférica
Prazeres Minúsculos
Quarta República
Rui Tavares
Saudades de Antero
Vidro Duplo











Powered by Blogger

This page is powered by Blogger. Isn't yours?