ESPLANAR

JOÃO PEDRO GEORGE
esplanar@hotmail.com

quinta-feira, setembro 30, 2004

 

La granja de los famosos

Após visionamento da versão espanhola, penso estar em condições de revelar o que é, afinal, a quinta dos famosos. Apanhei o programa já a meio no canal 3 e, à primeira vista, pensei tratar-se da quinta dos anónimos. Mas não: a apresentadora confirmou que os concorrentes eram famosos. Como não tenho lido a Hola, não posso dizer muito sobre a vida de Arancha Bonete (actriz do canal playboy?), Paquita Torres (voz-off do canal 18?), Xangai Lily (uma bruxa transsexual?), Paco Fdez-Ochoa, Ernesto Calzadilla, Olivia Borbón, Alonso Caparrós, e tantos outros "granjeros".
Ao contrário do que se passava no Big Brother, na Quinta, cada "granjero" apenas pode nomear um (e só um) concorrente. Durante toda a semana, Mariciel (a má da fita) andou a dizer aos colegas que queria saír. "Estava com medo que acontecesse alguma coisa entre mim e o Alonso". Na véspera das nomeações arrependeu-se. Que não, que "o Alonso é que a tinha convencido a sair", que "apesar de ser mulher, estava a aprender muito com os animais", etc., etc. Tarde de mais. Pelas minhas contas, levou dez nomeações. Paquita, Alonso e a Bruxa levaram uma nomeação cada. (Merece destaque a justificação que Jorge deu para nomear Paquita: "cada dia que pasa la aprecio más".) Estávamos, portanto, perante um empate, sendo certo que só podem ir dois a votos. E quando assim é entra em cena a figura do "capataz" - um concorrente nomeado para desempatar a contenda. Fran desempatou a favor de Paquita e da Bruxa (que, aparentemente, tem ali um papel "fundamental"). Assim, logo na segunda jornada, Espanha inteira assistia ao duelo Maricielo/Alonso - uma espécie de Real-Barça da "granja" dos famosos. Desconfio das contradições de Mariciel, mas admito que Alonso possa causar uma certa irritação. Como tem um tique entre os olhos e o maxilar, está permanentemente a rir. Mesmo quando o assunto é sério. Parece o Joker do Batman.
Finalmente, há que sublinhar que na Quinta não se vota para expulsar, vota-se para salvar determinado concorrente. A votação dura uns longos 40 minutos, que, televisivamente, só servem para encher chouriços. Durante a votação, há tempo para tudo: para vermos imagens dos nomeados (claramente favoráveis a Alonso), para muita publicidade e até para os concorrentes darem as boas vindas a mais um animal. Esta semana chegou o Jazz, o bonito labrador de Paco Fdez-Ochoa. O Jazz já deve ter tido acesso a uma sondagem à boca das urnas, pois aproveitou o tempo que faltava para dar umas últimas lambidelas na Maricel. O Alonso teve uma vitória "retumbante", ainda assim abaixo dos 78% do eng. Sócrates.
Em suma, e parafraseando o Alonso, "el concurso es de puta madre".
Filipe



<< Home


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Arquivo

Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004   Novembro 2004   Dezembro 2004   Janeiro 2005   Fevereiro 2005   Março 2005   Abril 2005   Maio 2005   Setembro 2005   Outubro 2005   Novembro 2005   Dezembro 2005   Janeiro 2006   Fevereiro 2006   Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Junho 2006   Julho 2006   Agosto 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Dezembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Março 2007  

Outros Blogues

Abrupto
Alice Geirinhas
Álvaro Cunhal (Biografia)
AspirinaB
Babugem
Blasfémia (A)
Bombyx-Mori
Casmurro
Os Canhões de Navarone
Diogo Freitas da Costa
Da Literatura
Espectro (O)
Espuma dos Dias (A)
Estado Civil
Fuga para a Vitória
Garedelest
Homem-a-Dias
Estudos Sobre o Comunismo
Glória Fácil...
Memória Inventada (A)
Meu Inferno Privado
Morel, A Invenção de
Não Sei Brincar
Origem das Espécies
Portugal dos Pequeninos
Periférica
Prazeres Minúsculos
Quarta República
Rui Tavares
Saudades de Antero
Vidro Duplo











Powered by Blogger

This page is powered by Blogger. Isn't yours?