ESPLANAR

JOÃO PEDRO GEORGE
esplanar@hotmail.com

quarta-feira, agosto 18, 2004

 

A VIP

Ao contrário da Caras, a revista VIP vai directamente ao que interessa: José Castelo Branco, Elsa Raposo, Merche Romero e Marcelo Rebelo de Sousa – são apenas uma pequena amostra da grande qualidade de conteúdos que último número oferecia aos leitores. Comecemos pelo casal Betty Grafstein e José Castelo Branco. Dizem os entendidos que, à medida que os anos passam, marido e mulher ficam parecidos, não só psicológica mas também fisicamente. É precisamente isso que está a acontecer a este simpático casal. Com a ajuda da cirurgia plástica e dos cabeleireiros, José está cada vez mais parecido com Betty. Tudo indica que José Castelo Branco vai ser um dos animadores da Quinta das Celebridades (um programa da TVI), o que, para Betty, constitui um enorme alívio: «essa será a única maneira de o manter longe das lojas». A maioria dos maridos irrita-se com o tempo que as mulheres perdem nas lojas. Aqui passa-se exactamente o contrário.
Já a entrevista a Elsa Raposo começa com uma pergunta desconcertante, mesmo para quem acompanha de perto este fenómeno (como pensava ser o meu caso): «Como classifica a Volta a Portugal em Bicicleta?». Lendo e relendo a entrevista, tentei perceber o tipo de relação de Elsa Raposo com o ciclismo - e nada. A única coisa que fiquei a saber é que Elsa Raposo também vai participar na Quinta das Celebridades. «Estar tanto tempo afastada dos meus filhos vai ser a parte mais complicada, mas eles ver-me-ão, com certeza, na televisão», confessa Elsa. Ou muito me engano ou a «parte mais complicada» vai ser justamente quando os filhos a virem na televisão. Segue-se outra mulher não menos interessante: Merche Romero. É a primeira vez que contacto com a filosofia de vida desta apresentadora e parece-me que, finalmente, encontrei uma mulher que me compreende: «Isso de dizer sou uma "supermulher" e não preciso de homem para nada é mentira. Uma mulher muito feminina, como eu, não pode ser feminista, porque precisa de um homem a seu lado.» Merche limitou-se a confirmar empiricamente o que há muito se suspeitava no campo das ciências da vida: há uma incompatibilidade ontológica entre a feminilidade e o feminismo.
Igualmente surpreendentes são as declarações do professor Marcelo Rebelo de Sousa. Durante a semana em que esteve no Algarve, deu 16 mil braçadas na praia e ainda arranjou tempo para conceder três entrevistas: uma à Caras, outra à Lux e esta à VIP. Por muitas voltas que se dê, nada se compara ao Algarve. «Nesta altura do ano encontramos aqui o que não encontramos em mais lado nenhum». É bem verdade: encontramos o mesmo que em Lisboa no resto do ano. Mas, para além desta descoberta extraordinária, o professor parece ter encontrado a solução para o problema das separações, um flagelo que, segundo a própria Clara Ferreira Alves (na Caras), «afectou toda uma geração». Marcelo namora há vinte anos com Rita Amaral Cabral e nem quer ouvir falar em casamento. Segundo a revista VIP, «O professor considera que o noivado perene tem o lado bom de uma relação afectiva forte, sem o desgaste da rotina». Filipe



<< Home


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Arquivo

Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004   Novembro 2004   Dezembro 2004   Janeiro 2005   Fevereiro 2005   Março 2005   Abril 2005   Maio 2005   Setembro 2005   Outubro 2005   Novembro 2005   Dezembro 2005   Janeiro 2006   Fevereiro 2006   Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Junho 2006   Julho 2006   Agosto 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Dezembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Março 2007  

Outros Blogues

Abrupto
Alice Geirinhas
Álvaro Cunhal (Biografia)
AspirinaB
Babugem
Blasfémia (A)
Bombyx-Mori
Casmurro
Os Canhões de Navarone
Diogo Freitas da Costa
Da Literatura
Espectro (O)
Espuma dos Dias (A)
Estado Civil
Fuga para a Vitória
Garedelest
Homem-a-Dias
Estudos Sobre o Comunismo
Glória Fácil...
Memória Inventada (A)
Meu Inferno Privado
Morel, A Invenção de
Não Sei Brincar
Origem das Espécies
Portugal dos Pequeninos
Periférica
Prazeres Minúsculos
Quarta República
Rui Tavares
Saudades de Antero
Vidro Duplo











Powered by Blogger

This page is powered by Blogger. Isn't yours?