ESPLANAR

JOÃO PEDRO GEORGE
esplanar@hotmail.com

segunda-feira, agosto 23, 2004

 

Os olhares para além da poeira

Uma das mais espantosas habilidades de Portugal e dos portugueses é a forma como conseguem afastar-se de tudo aquilo quanto é importante para se perder no acessório, mantendo a aparência de total seriedade e solenidade que os assuntos iniciais mereciam.
Quando o Processo Casa Pia começou, o que estava em causa era aquilo que deveria estar em causa, isto é: que pudesse ou não existir uma rede de abusadores de crianças e que, a existir, fosse por isso levada a julgamento e consequente condenação. Poucos dias depois, já não era isso que importava, outrossim, quem lá estava metido. Quem era pedófilo? Um anónimo ou um famoso? Um político ou um futebolista? Passado mais algum tempo, também esse ângulo perdia o seu interesse: as estrelas passavam a ser os advogados, o juiz Rui Teixeira, o procurador Souto Moura, o funcionamento da justiça portuguesa em geral. Há coisa de 15 dias, o que importa, mas o que importa mesmo, o que está em causa, é Octávio Lopes e Inês Serra... Lopes, o Correio da Manhã, O Independente e a Focus, a ética dos jornalistas, a confianças das fontes, as assessoras de imprensa.
Alguém se recorda de como começou esta história? Haverá alguma vítima a sentir-se justiçada pela guerra verbal actual? Do momento inicial a este, poderá uma criança abusada repetidamente por um pervertido, famoso ou anónimo, sentir que valeu a pena testemunhar e queixar-se, ao ver a Inês Serra Lopes ser proibida de revelar mais conversas gravadas à socapa por Octávio Lopes, por entre a negligência do procurador-geral da república?
In your dreams...
Alexandre



<< Home


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Arquivo

Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004   Novembro 2004   Dezembro 2004   Janeiro 2005   Fevereiro 2005   Março 2005   Abril 2005   Maio 2005   Setembro 2005   Outubro 2005   Novembro 2005   Dezembro 2005   Janeiro 2006   Fevereiro 2006   Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Junho 2006   Julho 2006   Agosto 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Dezembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Março 2007  

Outros Blogues

Abrupto
Alice Geirinhas
Álvaro Cunhal (Biografia)
AspirinaB
Babugem
Blasfémia (A)
Bombyx-Mori
Casmurro
Os Canhões de Navarone
Diogo Freitas da Costa
Da Literatura
Espectro (O)
Espuma dos Dias (A)
Estado Civil
Fuga para a Vitória
Garedelest
Homem-a-Dias
Estudos Sobre o Comunismo
Glória Fácil...
Memória Inventada (A)
Meu Inferno Privado
Morel, A Invenção de
Não Sei Brincar
Origem das Espécies
Portugal dos Pequeninos
Periférica
Prazeres Minúsculos
Quarta República
Rui Tavares
Saudades de Antero
Vidro Duplo











Powered by Blogger

This page is powered by Blogger. Isn't yours?