ESPLANAR

JOÃO PEDRO GEORGE
esplanar@hotmail.com

quarta-feira, julho 28, 2004

 

Por exemplo, aquilo a que chamamos vida I

Ao cabo destas quase 4 breves semanas, temos esplanado mais sobre política do que imaginaríamos à partida. Tudo bem. A coisa pública também passa, como é evidente, diante de quem está sentado ao sol e, nestes dias quentes, tem, aliás, passado mais que qualquer outro transeunte. Só me entristece ter sabido que houve pessoas que deixaram de nos ler porque acharam que seríamos um blog de direita.
Em primeiro lugar, não somos. Entre nós, temos diferentes sensibilidades políticas, umas bastante mais activas que outras, e não costumamos andar à pancadaria por causa disso.
Em segundo, mesmo que fôssemos, não me parece que esse fosse motivo para alguém, quem quer que fosse, fechar, pura e simplesmente, os olhos para não nos ver.
Em terceiro, como muito bem diz o Nuno, por que carga de água é que tudo há-de cair debaixo da política? Quem inventou e propagou que todas as acções são passíveis de ser descritas como sendo de esquerda ou de direita?
Terceiro mandamento da Lei de Borges: nem tudo é política. E nem tudo o que é política é, sequer, necessariamente de esquerda ou de direita. Cada vez menos. Há que recuar à simplicidade de pensamento que percebe isto.
Alexandre



<< Home


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Arquivo

Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004   Novembro 2004   Dezembro 2004   Janeiro 2005   Fevereiro 2005   Março 2005   Abril 2005   Maio 2005   Setembro 2005   Outubro 2005   Novembro 2005   Dezembro 2005   Janeiro 2006   Fevereiro 2006   Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Junho 2006   Julho 2006   Agosto 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Dezembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Março 2007  

Outros Blogues

Abrupto
Alice Geirinhas
Álvaro Cunhal (Biografia)
AspirinaB
Babugem
Blasfémia (A)
Bombyx-Mori
Casmurro
Os Canhões de Navarone
Diogo Freitas da Costa
Da Literatura
Espectro (O)
Espuma dos Dias (A)
Estado Civil
Fuga para a Vitória
Garedelest
Homem-a-Dias
Estudos Sobre o Comunismo
Glória Fácil...
Memória Inventada (A)
Meu Inferno Privado
Morel, A Invenção de
Não Sei Brincar
Origem das Espécies
Portugal dos Pequeninos
Periférica
Prazeres Minúsculos
Quarta República
Rui Tavares
Saudades de Antero
Vidro Duplo











Powered by Blogger

This page is powered by Blogger. Isn't yours?