ESPLANAR

JOÃO PEDRO GEORGE
esplanar@hotmail.com

terça-feira, julho 13, 2004

 

Fazer a mala

Sempre que tenho que fazer a mala – como hoje – para ir de viagem é um problema. Não é raro preparar uma mala e dois sacos de viagem para uma simples semana num lado qualquer. É uma maneira como outras - das melhores, convenhamos - de divertir os amigos. Cometo disparates que ficaram famosos e que ainda hoje servem de tema de conversa. E daquela vez que o gajo levou isto e aquilo e mais um saco e uma mochila para um fim-de-tarde. Risota. Faço mal a mala como nunca fiz bem uma ficha de leitura e o problema é o mesmo: acho tudo importante e nada deve ficar de fora. As fichas acabam por ficar do tamanho do original. As malas, infelizmente, ficam muito mais pesadas que o original. É um problema de poder de síntese e de bom senso. «E se fizer fresquinho à noite?», penso eu a meio de Agosto.
No fundo, faço a mala como uma rapariga: levo o estritamente necessário para poder, depois, com calma e liberdade, escolher. Há excepções importantes: um rapaz usa só um cinto, sempre o mesmo até esgaçar. Quando isso acontece, compra outro. Rui



<< Home


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Arquivo

Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004   Novembro 2004   Dezembro 2004   Janeiro 2005   Fevereiro 2005   Março 2005   Abril 2005   Maio 2005   Setembro 2005   Outubro 2005   Novembro 2005   Dezembro 2005   Janeiro 2006   Fevereiro 2006   Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Junho 2006   Julho 2006   Agosto 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Dezembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Março 2007  

Outros Blogues

Abrupto
Alice Geirinhas
Álvaro Cunhal (Biografia)
AspirinaB
Babugem
Blasfémia (A)
Bombyx-Mori
Casmurro
Os Canhões de Navarone
Diogo Freitas da Costa
Da Literatura
Espectro (O)
Espuma dos Dias (A)
Estado Civil
Fuga para a Vitória
Garedelest
Homem-a-Dias
Estudos Sobre o Comunismo
Glória Fácil...
Memória Inventada (A)
Meu Inferno Privado
Morel, A Invenção de
Não Sei Brincar
Origem das Espécies
Portugal dos Pequeninos
Periférica
Prazeres Minúsculos
Quarta República
Rui Tavares
Saudades de Antero
Vidro Duplo











Powered by Blogger

This page is powered by Blogger. Isn't yours?