ESPLANAR

JOÃO PEDRO GEORGE
esplanar@hotmail.com

segunda-feira, julho 26, 2004

 

brainstorm de espiões

O relatório da comissão incumbida de investigar os atentados do 11 de Setembro alega que estes foram bem sucedidos devido "à falta de imaginação das autoridades americanas". Depois das hilariantes invenções à volta da existência de armas de destruição maciça, isso surpreende o comum dos mortais. Mas olhemos o futuro: espera-se que os serviços secretos americanos deixem de ser compostos por metódicos e obsessivos funcionários e passem, pois, a ser dominados por experientes criativos, dados ao desvario do brainstorm. Imaginemos o tipo de conversas nas futuras reuniões do FBI: "-Tenho para mim que é por aí que eles agora vão atacar: é preciso ter muito cuidado com os tupperwares - Não, não, desculpa: os tipos da EMEL é que nunca me enganaram". Nuno





<< Home


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Arquivo

Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004   Novembro 2004   Dezembro 2004   Janeiro 2005   Fevereiro 2005   Março 2005   Abril 2005   Maio 2005   Setembro 2005   Outubro 2005   Novembro 2005   Dezembro 2005   Janeiro 2006   Fevereiro 2006   Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Junho 2006   Julho 2006   Agosto 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Dezembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Março 2007  

Outros Blogues

Abrupto
Alice Geirinhas
Álvaro Cunhal (Biografia)
AspirinaB
Babugem
Blasfémia (A)
Bombyx-Mori
Casmurro
Os Canhões de Navarone
Diogo Freitas da Costa
Da Literatura
Espectro (O)
Espuma dos Dias (A)
Estado Civil
Fuga para a Vitória
Garedelest
Homem-a-Dias
Estudos Sobre o Comunismo
Glória Fácil...
Memória Inventada (A)
Meu Inferno Privado
Morel, A Invenção de
Não Sei Brincar
Origem das Espécies
Portugal dos Pequeninos
Periférica
Prazeres Minúsculos
Quarta República
Rui Tavares
Saudades de Antero
Vidro Duplo











Powered by Blogger

This page is powered by Blogger. Isn't yours?