ESPLANAR

JOÃO PEDRO GEORGE
esplanar@hotmail.com

quinta-feira, julho 15, 2004

 

As prostitutas e os amantes

Muitas vezes, quando olho para o passado e o futuro do meu trabalho, das opções que tomo do interminável leque que se abre, a cada dia no mundo, tenho dúvidas sobre se tenho sido coerente, honesto para comigo próprio, se tenho percebido qual é o melhor caminho em direcção ao sucesso e à paz de espírito (dicotomia, diz-se, difícil).
Olho para Rui Esteves (que referência fabulosa!) e lembro-me de que, quando era um jovem jogador do modesto Torrense, o Sporting o quis contratar. O médio recusou. Porquê? Porque era benfiquista e não quis trair a si próprio. Um dia, anos mais tarde, depois de uns anitos no Vitória de Setúbal, o Benfica chamou-o.
A seguir, olho de novo e penso em Brad Pitt. Começou a trabalhar passeando pelas ruas vestido de frango, promovendo um restaurante especialista na cozinha desse bicho. Chegou onde sabemos que chegou (ele é um pouco mais conhecido que o Rui Esteves...).
Ambos estão certos. Ambos estão comoventemente certos.
Qual é a solução, então?
(Atenção... se não estiverem a ouvir um rufar de tambores é porque a vossa placa de som não presta... Este é o segundo mandamento da Lei de Borges!)
Só existem dois caminhos para uma vida com sentido: ou nos prostituimos ou nos apaixonamos. Isto é, ou fazemos coisas infieis à nossa verdade, mas pelas quais nos pagam, preferencialmente bem, o que nos permitirá comprar o tempo para essa verdade. Ou nos apaixonamos pelo que fazemos, com quem fazemos e, eventualmente pobres, encontramos o deleite de termos sabido respeitar a nossa essência.
Alexandre




<< Home


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Arquivo

Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004   Novembro 2004   Dezembro 2004   Janeiro 2005   Fevereiro 2005   Março 2005   Abril 2005   Maio 2005   Setembro 2005   Outubro 2005   Novembro 2005   Dezembro 2005   Janeiro 2006   Fevereiro 2006   Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Junho 2006   Julho 2006   Agosto 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Dezembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Março 2007  

Outros Blogues

Abrupto
Alice Geirinhas
Álvaro Cunhal (Biografia)
AspirinaB
Babugem
Blasfémia (A)
Bombyx-Mori
Casmurro
Os Canhões de Navarone
Diogo Freitas da Costa
Da Literatura
Espectro (O)
Espuma dos Dias (A)
Estado Civil
Fuga para a Vitória
Garedelest
Homem-a-Dias
Estudos Sobre o Comunismo
Glória Fácil...
Memória Inventada (A)
Meu Inferno Privado
Morel, A Invenção de
Não Sei Brincar
Origem das Espécies
Portugal dos Pequeninos
Periférica
Prazeres Minúsculos
Quarta República
Rui Tavares
Saudades de Antero
Vidro Duplo











Powered by Blogger

This page is powered by Blogger. Isn't yours?