ESPLANAR

JOÃO PEDRO GEORGE
esplanar@hotmail.com

sexta-feira, julho 23, 2004

 

As praças e as avenidas que virão

Sendo a necrologia uma das paixões preferidas da blogosfera e não sabendo eu, ainda, como lhe escapar, este Julho de 2004 parece decidido a não nos dar descanso e, pior que isso, a pedir, incessantemente, mais praças para as estátuas que aí vem.
Nada mais saberei acrescentar ao que se disse já sobre Sophia de Mello Breyner e Carlos Paredes. Gosto apenas de recordar que a última prenda que me deram, sem nenhuma razão especial, foram as ilhas da primeira, um mês antes da sua morte, talvez nem tanto. E que uma antologia do segundo tocara ainda a manhã de ontem no meu quarto, com o fim inglório de me despertar.
E não gosto de perceber que, num piscar de olhos cósmico, nos despedimos, talvez, dos dois maiores artistas portugueses do nosso tempo, com quem, além da arte, aprendemos, pelo menos, duas coisas fundamentais sobre a vida: com Sophia, a beleza; com Paredes, a humildade.
E congratulo-me, no entanto, com saber que, um dia, passearei os meus filhos pela mão, descendo a Avenida de Sophia, até nos sentarmos à sombra, na Praça Carlos Paredes. E que, então, poderei explicar-lhes os seus nomes e as suas obras e dizer-lhes que os vi viver, escrever e compor. Poderei talvez, ainda, sugerir a quem de direito uma rua sem tracejados, riscos contínuos ou passadeiras, mas poemas brancos inscritos no asfalto e uma praça sem pedestal nem estátua, mas perpassada, dia e noite, por música.
Alexandre



<< Home


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Arquivo

Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004   Novembro 2004   Dezembro 2004   Janeiro 2005   Fevereiro 2005   Março 2005   Abril 2005   Maio 2005   Setembro 2005   Outubro 2005   Novembro 2005   Dezembro 2005   Janeiro 2006   Fevereiro 2006   Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Junho 2006   Julho 2006   Agosto 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Dezembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Março 2007  

Outros Blogues

Abrupto
Alice Geirinhas
Álvaro Cunhal (Biografia)
AspirinaB
Babugem
Blasfémia (A)
Bombyx-Mori
Casmurro
Os Canhões de Navarone
Diogo Freitas da Costa
Da Literatura
Espectro (O)
Espuma dos Dias (A)
Estado Civil
Fuga para a Vitória
Garedelest
Homem-a-Dias
Estudos Sobre o Comunismo
Glória Fácil...
Memória Inventada (A)
Meu Inferno Privado
Morel, A Invenção de
Não Sei Brincar
Origem das Espécies
Portugal dos Pequeninos
Periférica
Prazeres Minúsculos
Quarta República
Rui Tavares
Saudades de Antero
Vidro Duplo











Powered by Blogger

This page is powered by Blogger. Isn't yours?